Família – O que significa pra você essa palavra?

O que significa pra você essa palavra? Família.

Pra mim significa a primeira coisa mais importante para o desenvolvimento de um ser humano.

É por isso que nascemos antes de tudo a partir de duas pessoas. E a partir delas construímos outras.

No meu olhar a família precisa de amor, um valor importante para ser.

Depois vem a verdade, um valor importante para viver.

Logo, vem a cumplicidade e lealdade, valores importantes para desenvolver.

E por fim, consciência, valor importante para escolher, agir e obter bons resultados.

Penso que sem esses valores bem equilibrados, a família se desfaz rapidamente.

Tendo um deles maior que o outro, a família vive em conflito.

NÃO tendo nenhum, não existe família.

Quando eu engravidei da minha filha, escolhi com ela ter uma Família, aquela que eu pensei ter escolhido para ser mais feliz. Assim eu pensei, mas nao era esse meu insconsciente.

Mas, fui pega ao longo da gestação, percebendo que não era pra mim o que eu formava ali, era pra ela.

Minha mãe dizia que me criava para o mundo, mas quando me tornei adulta, logo pude identificar que ela não me criou pra ser dona da minha vida, mesmo tendo sido a intenção dela.

Tive problemas para comandar o meu caminho, tinha muitos medos e várias inseguranças.

Foi quando engravidei da minha filha que logo me posicionei.

Toda vez que eu tiver medo dela cair, se machucar ou de passar por algo que não saiba se defender, vou lembrar que ela precisa de uma educação libertadora e de auto responsabilidade.

Diferente do que recebi, quando minha criação era pautada no medo para não passar pelo que minha mãe não queria que eu passasse, a da minha filha seria em ser dona de si mesma para que passasse, assim ela não paralisaria como eu paralisei muitas vezes.

NÃO sei se foi o melhor que a minha filha precisava, mas sei que foi o melhor que eu tinha conhecimento e informação pra dar. E hoje vivo com ela, aos 14 anos, o fruto de tudo isso.

O não que eu recebi excessivamente, se transformou em sim e não equilibrado pra minha filha ser.

Meu primeiro casamento acabou, mas a melhor família que eu consegui criar para ela e não para mim deu a ela a autonomia de ser rapidamente.

Em sua primeira idade, a infância, ela teve o privilégio de poder ser criada por mim integralmente.

Então, veio a vida mais na frente, logo após a minha separação e me deu uma enorme rasteira, me trouxe pessoas que seriam a família para mim e, por consequência para todos.

Eu pude perceber que na segunda família que me permiti construir era muito maior do que eu queria dar a minha filha.

Agora ela era a minha família também. Era a familia de todos.

Por que eu resolvi falar de Família?

Porque muitas pessoas não percebem a família que estão construindo, não identificam o seu real objetivo com ela e lá na frente, são também causadoras de separações traumáticas e dores que nunca mais serão esquecidas.

Entendi e aprendi que tudo que eu construí antes sem a percepção real do que queria trouxe desconforto em alguns momentos e até “situações traumáticas” e que desenvolvi o aprendizado para fazer diferente.

Se você tem uma família que traz problemas, perceba qual é a sua real intenção em permanecer nela, se permita captar o seu objetivo junto a Ela, e prometo, quando você descobrir o que te faz ainda ficar ali se não estiver feliz, ou você vai se transformar para transformar o meio ou você vai findar o que não faz mais sentido permanecer. Tudo vai mudar a partir da sua percepção sobre o que realmente você quer com aquela situação.

Tudo na vida é um ciclo.

Esse ciclo termina quando termina também a realização do seu objetivo para começar outro.

Se essa família tem a ver com um todo, se ela é felicidade para você e para o todo, se todos compartilham dos mesmos valores, intenções e objetivo, ou se falta algo ainda para esse equilíbrio, tudo se resolverá.

Na vida só da errado quando a gente ainda não está vivendo de acordo com os nossos valores.

Agora pense:

Essa família que você está, que construiu ou que foi escolhida é pra você, para seus filhos, para a sociedade ou para todos?

Depois me diz.

Beijos

C.z